Busca rápida
por título, autor, palavra-chave, ano ou isbn
 

clique aqui e conheça os títulos
Para compras neste site, o frete é grátis para todo o Brasil para compras acima de R$ 150,00 (cento e cinquenta reais)
Cadastre-se aqui para receber nossas notícias de lançamentos e eventos
Por tempo indeterminado, não avaliaremos originais encaminhados sem solicitação prévia da editora.

 


Notícias

Bíblia: as histórias fundadoras ganhou o prêmio de melhor tradução/adaptação/reconto da FNLIJ em 2023

Sobre aquilo em que eu mais penso, de Anne Carson, foi eleito o melhor livro de crítica literária de 2023 pela revista Quatro Cinco Um.

O livro Alma corsária de Claudia Roquette-Pinto é finalista do Prêmio Jabuti 2023 categoria poesia

O livro Linhas fundamentais da filosofia do direito é um dos finalistas do Prêmio Jabuti 2023 categoria tradução.

O livro Alma corsária de Claudia Roquette-Pinto é semifinalista do Prêmio Oceanos 2023 na categoria Poesia.

Prêmio de Tradução da Embaixada da França no Brasil

Prêmio Boris Schnaiderman 2023

José Celso Martinez Corrêa (1937-2023)

A tradução de Beowulf, realizada por Elton Medeiros, venceu o Prêmio APCA de Tradução de 2022.

Antonio Arnoni Prado (1943-2022)

Terrapreta de Rita Carelli é finalista do Prêmio São Paulo de Literatura 2022

 

Indicações

Foram registradas em áudio as mesas-redondas da série Encontros de Literatura Russa, realizada pela Editora 34 e o Centro Universitário Maria Antonia no final de 2012. Esses registros estão disponíveis aqui.

 

Reedições
Aristófanes, Lisístrata ou A greve do sexo
Hilda Machado, Nuvens
Isaac Bábel, No campo da honra e outros contos
Marcus Vinicius Mazzari, Labirintos da aprendizagem
Zuza Homem de Mello, Música nas veias
Maksim Górki, Meu companheiro de estrada e outros contos
Jacques Rancière, Políticas da escrita
José Almino, O motor da luz
Franz Kafka, O desaparecido ou Amerika
Henrique Cazes, Choro
Aracy A. Amaral, Blaise Cendrars no Brasil e os modernistas
Dominique Dreyfus, O violão vadio de Baden Powell
Pierre Clastres, Crônica dos índios Guayaki
Erich Auerbach, Ensaios de literatura ocidental
Bertolt Brecht, Histórias do sr. Keuner
 

Busca de conteúdo

 

 


Editora 34 na internet

Com o lançamento de Escritos da casa morta, de Fiódor Dostoiévski, com tradução de Paulo Bezerra, a Editora 34 conclui a publicação das obras completas de ficção do autor, sempre em traduções diretas do original. O projeto foi iniciado com a edição de Memórias do subsolo, na tradução de Boris Schnaiderman, em setembro de 2000, e inclui 24 volumes, de Gente pobre a Os irmãos Karamázov, passando por Noites brancas, Crime e castigo, Um jogador e muitos outros.
Lançamentos
 

Conversas com economistas brasileiros

Ciro Biderman

Luis Felipe L. Cozac

José Marcio Rego

Prefácio de Pedro Malan
 R$ 119,00

Nova edição do livro que reúne entrevistas com os nossos principais economistas — Roberto Campos, Celso Furtado, Delfim Netto, Maria da Conceição Tavares, Luiz Carlos Bresser-Pereira, Mário Henrique Simonsen, Affonso Celso Pastore, Edmar Bacha, Luiz Gonzaga Belluzzo, André Lara Resende, Persio Arida, Paulo Nogueira Batista Jr. e Eduardo Giannetti —, onde eles discutem suas trajetórias profissionais, suas influências e suas ideias em relação aos principais debates sobre política econômica ocorridos no Brasil. Revista e ampliada, esta publicação comemora os 30 anos do Plano Real (1994-2024) e traz textos inéditos de Pedro Malan, André Lara Resende e Persio Arida, que abordam as origens e o legado do Real, e o papel dos economistas na sociedade.

 
 

Chico Buarque em 80 canções

André Simões

 R$ 87,00

Celebrando as oito décadas de vida de Chico Buarque, o jornalista André Simões analisa neste livro 80 canções do compositor, traçando um painel representativo de toda a sua carreira, de “Pedro pedreiro” (1965) a “Que tal um samba?” (2022). Cada um dos breves capítulos mantém a ideia central de que a canção — a combinação de letra e música — é uma forma artística única, diversa da poesia e das criações instrumentais. As análises consideram também elementos como arranjo, interpretação, contexto histórico e recepção, sem abrir mão de uma linguagem acessível, com sabor de crônica, que fazem com que a experiência de audição das composições de Chico se torne ainda mais rica e prazerosa. O volume inclui ainda vasta iconografia dos álbuns e a discografia completa do artista.

 

   

A imagem fantasma

Hervé Guibert

Tradução de Lucas Eskinazi e Nina Guedes
 R$ 62,00

A imagem fantasma, de Hervé Guibert (1955-1991), um dos principais nomes da literatura francesa contemporânea e também fotógrafo profissional, entrelaça narrativas confessionais, crítica de arte, devaneios e teoria da imagem fotográfica, tecendo uma investigação poderosa sobre as múltiplas dimensões da fotografia e seus nexos com o corpo, o tempo, a beleza, o desejo, a escrita e a proximidade da morte. Em mais de sessenta textos breves, repletos de afetos e insights, Guibert — autor de Ao amigo que não me salvou a vida, livro de 1990 considerado precursor no gênero da autoficção e que o transformou da noite para o dia em celebridade —, combina aqui literatura e fotografia de modo extremamente original, questionando o que legitima e sustenta uma imagem, e inserindo-se numa linhagem de pensadores como Susan Sontag, Roland Barthes e André Rouillé.

 
 

Ensaios seletos

Virginia Woolf

Tradução de Leonardo Fróes
 R$ 92,00

Umas das maiores ficcionistas do século XX, Virginia Woolf (1882-1941) foi também ensaísta prolífica e inovadora, tendo escrito profissionalmente resenhas e artigos durante toda sua vida. Tal como na prosa de ficção, também nos ensaios ela ultrapassa os limites dos gêneros literários, propondo uma forma de pensar e de escrever que não se conformava aos padrões vigentes. Estes Ensaios seletos, com seleção, tradução e apresentação de Leonardo Fróes (coletânea antes intitulada O valor do riso, agora revista e acrescida de notas), cobrem os principais temas da vasta produção da autora, com destaque para os ensaios literários e biográficos, majoritariamente dedicados a figuras femininas, franqueando ao leitor o acesso a uma das mentes mais brilhantes da história da literatura.

 

   

Tantra e a arte de cortar cebolas

Iara Biderman

 R$ 53,00

Livro de estreia na ficção da jornalista Iara Biderman, Tantra e a arte de cortar cebolas reúne 21 contos curtos escritos com ritmo ágil e grande variedade de registros. Em todas as histórias deste livro provocativo, em que ressoam vozes majoritariamente femininas, há alguém que recusa o lugar onde está. De donas de casa a michês e travestis, suas personagens “heroicas em seu anti-heroísmo” — como nota Noemi Jaffe — compõem uma espécie de “mosaico brasileiro, passageiras e passageiros de um trem que parte da exploração cotidiana para alguns poucos instantes de plenitude. Tão passageira quanto eles”.

 
 

O primeiro passo

Bethanie Deeney Murguia

Tradução de Alexandre Cataldi
 R$ 49,00

Bethanie Deeney Murguia fez mestrado em Ilustração pela School of Visual Arts de Nova York e criou quase vinte livros ilustrados para crianças, de Buglette, the Messy Sleeper (2011) a What’s Your Name? (2023). O primeiro passo (When You Take a Step, 2022) é seu primeiro livro publicado no Brasil. Com belos desenhos que exploram o efeito da aquarela, nele vão se revelar os múltiplos caminhos que surgem diante de nós quando iniciamos uma jornada. O começo de uma aventura com os amigos, ou a oportunidade de admirar a natureza? Um momento para descobrir do que você é capaz, ou o impulso de se mobilizar para defender um futuro melhor? É o que vamos descobrir quando damos o primeiro passo!

 

   

Ética

Baruch de Espinosa

Tradução de Diogo Pires Aurélio
Edição bilíngue
 R$ 128,00

Baruch de Espinosa (1632-1677) nasceu em Amsterdã, filho de pais judeus emigrados de Portugal. Aos 24 anos, por suas opiniões pouco ortodoxas, foi expulso da sinagoga da cidade e acabou se mudando para Haia, onde publicou duas obras em vida: os Princípios da filosofia de Descartes (1663) e o Tratado teológico-político (1670), este editado de forma anônima. Sua obra magna, a Ética demonstrada segundo a ordem geométrica, só veio à luz no final de 1677, após a sua morte, com a publicação, por amigos, das Opera Posthuma, tendo logo entrado para o Index da Inquisição. O presente volume, bilíngue latim-português, baseia-se na canônica edição Gebhardt da Ética, e traz a apurada tradução de Diogo Pires Aurélio, um dos maiores especialistas da atualidade na obra de Espinosa, que também assina as notas e a introdução a este grande clássico da filosofia moderna.

 
 

Cartas a Theo

Vincent van Gogh

Organização de Jorge Coli e Felipe Martinez
Tradução de Felipe Martinez
Projeto gráfico de Raul Loureiro
 R$ 119,00

Dos primeiros tempos como aprendiz de marchand aos últimos dias de sua breve vida de pintor, Vincent van Gogh (1853-1890) manteve intensa correspondência com seu irmão Theo. São centenas de cartas, em que Van Gogh compartilha decisões e desesperanças; comenta as obras dos pintores que admira e os livros que lê; pede tubos de tinta e reclama da penúria material; mas sobretudo reflete, no calor da hora, sobre suas próprias telas, que por via da escrita se reapresentam aos nossos olhos com toda a vibração que Van Gogh lhes imprimiu. Traduzida diretamente dos originais em holandês e francês, esta nova seleção das Cartas a Theo, com 150 missivas, várias delas inéditas no Brasil, oferece ao leitor uma porta de entrada privilegiada para ingressar no universo do pintor.

 

   

Jogo da forca

Christian Morgenstern

Organização de Samuel Titan Jr.
Traduções de Augusto de Campos, Haroldo de Campos, Felipe Fortuna, Montez Magno, Paulo Mendes Campos, Rubens Rodrigues Torres Filho, Roberto Schwarz e Sebastião Uchoa Leite
Projeto gráfico de Raul Loureiro
 R$ 68,00

Jogo da forca reúne parte significativa da produção de Christian Morgenstern (1871-1914), poeta modernista alemão conhecido por seus versos curtos em estilo irônico e absurdo. De autoria de alguns dos principais escritores brasileiros, como Augusto de Campos, Haroldo de Campos, Sebastião Uchoa Leite, Paulo Mendes Campos e Rubens Rodrigues Torres Filho, as traduções desta coletânea foram publicadas de forma esparsa em jornais, revistas e livros de edição artesanal, e aqui reunidas pela primeira vez após um trabalho de pesquisa de duas décadas levado a cabo pelo organizador Samuel Titan Jr., autor também do posfácio ao volume. A edição, bilíngue alemão-português, conta ainda com um ensaio de Sebastião Uchoa Leite, “No planeta de Morgenstern”, em que ele aborda a obra desse genial autor do início do século XX.

 
 

Aquiles ou Ulisses?

Pierre Judet de La Combe

Tradução de Cecília Ciscato
Coleção Fábula
Projeto gráfico de Raul Loureiro
 R$ 47,00

Helenista de mão-cheia e autor de uma “biografia” de Homero, Pierre Judet de La Combe nos propõe uma pergunta: Aquiles ou Ulisses? Aos poucos, porém, vamos percebendo que os protagonistas da Ilíada e da Odisseia não são dois personagens quaisquer, pois cristalizam valores centrais e antitéticos para os gregos da Antiguidade. Falar de Aquiles e Ulisses equivale a penetrar no coração de uma cultura que, por mais familiar que nos pareça, é afinal de contas muito remota. É preciso paciência para decifrá-la, à maneira do arqueólogo que interroga ruínas e fragmentos: o que é, para os antigos, um herói? O que significam para eles, e para nós, a força de Aquiles e a astúcia de Ulisses?

 

   

© Editora 34 Ltda. 2024   |   Rua Hungria, 592   Jardim Europa   CEP 01455-000   São Paulo - SP   Brasil   Tel (11) 3811-6777 Fax (11) 3811-6779