Busca rápida
por título, autor, palavra-chave, ano ou isbn
 
Para compras neste site, o frete é grátis para todo o Brasil
Cadastre-se aqui para receber nossas notícias de lançamentos e eventos

 


Notícias

Jeanne Marie Gagnebin autografa Limiar, aura e rememoração. Ensaios sobre Walter Benjamin dia 10/11, no centro cultural b_arco

Dia 25/11, Alberto Martins participa do "Encontro com escritores", que reúne os finalistas do Prêmio São Paulo de Literatura 2014

A quarta edição do Sábado Russo será realizada dia 4/10 no Museu Lasar Segall

Marcelo Mirisola autografa Hosana na sarjeta dia 2/10, no Teatro Cemitério de Automóveis

Foi anunciada a lista dos indicados ao Prêmio Jabuti 2014, com 4 títulos da Editora 34

Fabrício Corsaletti autografa Ela me dá capim e eu zurro, dia 25 de setembro, no novo Espaço Cult

Lívia e o cemitério africano, de Alberto Martins, é finalista do Prêmio São Paulo de Literatura

Dia 18/8, Fabrício Corsaletti e Samuel Titan Jr., tradutores de 20 poemas para ler no bonde, de Oliverio Girondo, participam da leitura que celebra o lançamento do livro

Debate com José Miguel Wisnik, João Adolfo Hansen e Luiz Roncari marca o lançamento de Buriti do Brasil e da Grécia, de Luiz Roncari, e da Revista Teresa 12/13

Os pássaros, de Germano Zullo e Albertine, e Um dia, um cão, de Gabrielle Vincent, estão entre os Destaques Emília 2013, seleção dos melhores livros publicados em 2013

Garimpo, de Beatriz Bracher, está entre as obras semifinalistas do Prêmio Portugal Telecom de Literatura, na categoria Contos e Crônicas

 

Indicações

Foram registradas em áudio as mesas-redondas da série Encontros de Literatura Russa, realizada pela Editora 34 e o Centro Universitário Maria Antonia no final de 2012. Esses registros estão disponíveis aqui.

 

Reedições
Georges Didi-Huberman, que vemos, o que nos olha, O
A. P. Tchekhov, dama do cachorrinho, A
Fiódor Dostoiévski, Noites brancas
A. P. Tchekhov, beijo e outras histórias, O
Roald Dahl, remédio maravilhoso de Jorge, O
Dante Alighieri, A Divina Comédia (edição de bolso)
Nikolai Gógol, Teatro completo
Gilles Deleuze, anti-Édipo, O
Johann Wolfgang von Goethe, Fausto I
Johann Wolfgang von Goethe, Fausto II
valter hugo mãe, nosso reino, O
Nikolai Leskov, Homens interessantes e outras histórias
Nikolai Leskov, A fraude e outras histórias
Fiódor Dostoiévski, A aldeia de Stepántchikovo e seus habitantes
Frances Hodgson Burnett, A princesinha
Zuza Homem de Mello, Música com Z
 

Busca de conteúdo

 

 

 


Editora 34 na internet

Maksim Górki (1868-1936) é um dos maiores escritores russos e um emblema das radicais transformações por quais passou seu país, do final do século XIX até a Revolução de 1917.
Meu companheiro de estrada, novo lançamento da Coleção Leste, apresenta dezesseis contos de Górki, cuidadosamente selecionados, traduzidos e comentados por Boris Schnaiderman.
Lançamentos
 

Meu companheiro de estrada e outros contos

Maksim Górki

Tradução de
Boris Schnaiderman
 R$ 56,00

Maksim Górki (1868-1936), autor de romances, peças teatrais e livros de memórias, é um dos grandes nomes da literatura russa, e seus contos foram admirados por escritores do porte de Tolstói e Tchekhov. Meu companheiro de estrada apresenta ao leitor brasileiro um conjunto de dezesseis narrativas curtas de Górki, redigidas entre 1894 e 1923, cuidadosamente selecionadas e traduzidas por Boris Schnaiderman. A coletânea é uma excelente introdução à obra deste autor que, vindo de uma família pobre, foi um revolucionário de primeira hora e soube retratar como ninguém as classes populares e os indivíduos marginalizados de seu país.

 
 

Eneida

Virgílio

Organização de João Angelo Oliva Neto
Tradução de Carlos Alberto Nunes
Edição bilíngue
 R$ 89,00

Uma das maiores epopeias da história da literatura, a Eneida de Virgílio, publicada em 19 a.C., está para o mundo romano como a Ilíada e a Odisseia para o mundo grego - faz o inventário de seus mitos e avança concepções de mundo que iriam perdurar por mais de mil e quinhentos anos. Este volume traz a tradução de Carlos Alberto Nunes, a única realizada em nosso país no século XX, que verteu o original de forma rigorosa e inventiva: preservou as 9.826 linhas do poema e elegeu um verso de dezesseis sílabas para fazer jus à força épica do original. Organizada por João Angelo Oliva Neto, da Universidade de São Paulo, esta edição bilíngue (latim-português) inclui apresentação, notas e resumo das ações dos doze cantos da obra, entre outros aparatos. O resultado é um volume completo no qual o leitor pode acompanhar as múltiplas dimensões da aventura de Eneias.

 

   

20 poemas para ler no bonde

Oliverio Girondo

Fotografias de Horacio Coppola
Projeto gráfico de Raul Loureiro
Edição bilíngue espanhol-português
 R$ 34,00

Inédito no Brasil, 20 poemas para ler no bonde é o livro de estreia de Oliverio Girondo (1891-1967), um dos maiores nomes da vanguarda literária argentina. Publicado originalmente em 1922, na França, é uma espécie de relato de viagem de um jovem interessado em tudo que o rodeia: mulheres, bebidas, vitrines, carros, e cidades como Buenos Aires, Paris, Veneza e Rio de Janeiro. A obra, que tem muitos paralelos com o modernismo brasileiro, é apresentada aqui em edição bilíngue e com 22 belas imagens de Horacio Coppola, figura central da fotografia latino-americana.

 
 

14

Jean Echenoz

Tradução de Samuel Titan Jr.
Projeto gráfico de Raul Loureiro
 R$ 34,00

Romance mais recente de Jean Echenoz, um dos mais respeitados nomes da literatura francesa contemporânea, 14 foi um grande sucesso de crítica e público quando lançado em 2012, vendendo mais de 20 mil exemplares em sua primeira semana nas livrarias. O livro, composto por quinze capítulos breves, aborda de forma original o tema da Primeira Guerra Mundial, a partir das histórias individuais de cinco amigos, e uma mulher, que partem para o front sem ter a menor ideia do que os espera. Num estilo apurado, avesso a toda ênfase sentimental ou épica, Echenoz revisita o conflito que definiu os rumos do século XX a partir da perspectiva da gente comum, que se viu entregue à própria sorte, fosse para sobreviver à longa matança, fosse para recomeçar a vida, um dia.

 

   

Os Contos de Canterbury

Geoffrey Chaucer

Tradução de Paulo Vizioli
Edição bilíngue
Posfácio e notas adicionais de José Roberto O'Shea
Xilogravuras da edição de William Caxton de 1483
 R$ 86,00

Os Contos de Canterbury, escritos entre 1386 e 1400, são o primeiro grande clássico da literatura em língua inglesa. Nesta obra, permeada de lirismo e humor, trinta peregrinos - entre os quais se inclui o próprio autor, Geoffrey Chaucer - partem em romaria para a catedral de Canterbury e durante a viagem contam, cada um à sua maneira, uma história para entreter o grupo, iluminando de maneira fascinante as diversas facetas da vida medieval. A presente edição, bilíngue, traz a premiada tradução em prosa de Paulo Vizioli, realizada diretamente a partir do original em inglês médio, além de notas adicionais e um posfácio redigidos por José Roberto O'Shea, professor-titular de literatura inglesa da UFSC, e as xilogravuras realizadas para a primeira edição ilustrada do livro, impressa por William Caxton em 1483.

 
 

Hosana na sarjeta

Marcelo Mirisola

 R$ 32,00

Na frente da lendária boate Kilt, em São Paulo, se inicia este novo romance de Marcelo Mirisola, trazendo as peripécias de um certo MM e sua relação com duas mulheres: Paulinha Denise, uma Capitu mareada, loira descolorida, com problemas de identidade, e Ariela, a "outra", Lolita casada, verdadeira mentira ambulante. Na trama, um diamante contrabandeado, um réveillon trash no Rio de Janeiro e a terrível maldição de uma cigana, endereçada ao protagonista: "Você nunca vai amar ninguém nessa vida".

 

   

Limiar, aura e rememoração
ensaios sobre Walter Benjamin

Jeanne Marie Gagnebin

 R$ 44,00

Este conjunto de ensaios de Jeanne Maria Gagnebin, ao mapear o diálogo crítico travado por Walter Benjamin com seus colegas da Escola de Frankfurt, e com autores de sua predileção como Baudelaire, Proust, Kafka e Brecht, revela de que modo configurou-se a singular ótica materialista de Benjamin - um pensamento que explora as rupturas no tecido da história para inspirar uma outra experiência de modernidade.

 
 

Ela me dá capim e eu zurro

Fabrício Corsaletti

 R$ 32,00

Primeiro livro de crônicas do escritor e poeta Fabrício Corsaletti, Ela me dá capim e eu zurro reúne quase sessenta textos, a maioria deles publicados na imprensa, incluindo alguns inéditos. As crônicas se abrem para uma gama bastante variada de registros, trazendo lado a lado o esquete cômico, a meditação trágico-existencial, as microaventuras do cotidiano e o devaneio poético de longo alcance, tudo isso sem perder o tom de conversa com o leitor. Nas suas páginas, vida e literatura podem se encontrar nos lugares mais inesperados.

 

   

Sociologia no espelho
Ensaístas, cientistas sociais e críticos literários no Brasil e na Argentina (1930-1970)

Luiz Carlos Jackson

Alejandro Blanco

Prefácio de Sergio Miceli
Coedição com o Programa de Pós-Graduação em Sociologia da FFLCH-USP
 R$ 44,00

Estudo comparado das ciências sociais e da crítica literária no Brasil e na Argentina, realizado pelos sociólogos Luiz Carlos Jackson, da Universidade de São Paulo, e Alejandro Blanco, da Universidade Nacional de Quilmes. O livro analisa a origem social dos autores, o vínculo com as letras e a política, a internacionalização e a dependência, e os lugares institucionais da atividade intelectual - a imprensa, as revistas, as editoras, a universidade. Nesse jogo de espelhos entre os dois países, onde fatores comuns engendram experiências díspares, sobressaem-se os paralelos entre as figuras de Gino Germani e Florestan Fernandes, e Adolfo Prieto e Antonio Candido.

 
 

A forma e o sentimento do mundo
Jogo, humor e arte de viver na filosofia do século XVIII

Márcio Suzuki

 R$ 63,00

Com uma prosa ensaística fluente e rigorosa erudição, Márcio Suzuki, professor da Universidade de São Paulo, analisa neste livro como a filosofia do século XVIII tratou daquilo que os antigos chamaram de "arte de viver": as formas como nos relacionamos com as atividades não produtivas, lúdicas, sem utilidade imediata. Nesse mergulho nas ideias prefiguradas por Montaigne e Pascal e desenvolvidas por pensadores britânicos como Francis Hutcheson e Adam Smith - que trataram do valor do trabalho, mas também do valor do tempo livre, unindo cálculo e sentimento - Suzuki busca iluminar os caminhos que levarão ao pensamento moderno de David Hume e Kant. Como afirma Marilena Chaui, trata-se aqui "de uma outra maneira de escrever história da filosofia".

 

   

© Editora 34 Ltda. 2014   |   Rua Hungria, 592   Jardim Europa   CEP 01455-000   São Paulo - SP   Brasil   Tel (11) 3811-6777 Fax (11) 3811-6779